sábado, 17 de outubro de 2009

As Leis de Newton no dia-dia.

O físico inglês Issac Newton enunciou três leis que descrevem de forma satisfatória as causas dos movimentos. Essa parte da mecânica que se preocupa com as causa do movimento é conhecida como dinâmica.
Para Newton: "A chave para o entendimento dos diferentes tipos de movimentos que um corpo pode realizar está nas forças que atuam sobre ele".
As forças podem ser classificadas em forças de interação e força de contato. Mas a classe de força que nos interessa nesse estudo são as forças de contatos, que são forças que aparece quando há contato entre os corpos.
Exemplos:

                      
Ao chutar uma bola, o jogador exerce uma força sobre ela.
Ao abri a garrafa, aplica-se uma força para segurar e outra força para remover a tampa.
Uma pessoa aplicando uma força F para empurrar um carro.
  As leis de Newton.
Primeira lei de Newton:
A primeira lei de Newton é conhecida como lei da Inércia. E é apresentada pelo seguinte enunciado:
“Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento retilíneo uniforme, a menos que nele seja aplicado um conjunto de forças fazendo-o mudar seu estado inercial.”
Mas o que inércia?
Para Newton os corpos possuem uma propriedade de resistir a mudanças ao seu estado de movimento. Isso significa que os corpos resistem a mudanças de velocidade, e a essa propriedade dá se o nome de Inércia.
  • Se um corpo estiver em repouso, ele tende a continuar em repouso.
  • Se um corpo estiver em movimento retilíneo uniforme, ele tenderá a continuar em movimento.
Exemplos:


Os passageiros de um ônibus tende a continuar em movimento após o mesmo acionar os freios.
 
 
 
 
 
 

 
O mesmo acontece com o piloto de uma moto em movimento que freiando bruscamente.





Segunda lei de Newton:
Enunciado:
“Um corpo sob ação de uma força adquire uma aceleração”.
O valor da força que atua no corpo e diretamente proporcional á aceleração a que a ele produz.
Exemplos:

Uma mulher aplica uma força que produz uma aceleração proporcional a essa força para mover o carro.
A aceleração produzida aumenta quando adicionada ao sistema a força aplicada pelo garoto.

Terceira lei de Newton:
È a chamada leia da ação e reação.
Enunciado:
“Se um corpo A aplicar uma força sobre um corpo B, receberá deste uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido oposto à força que aplicou em B”.
Ao aplicarmos a terceira lei de Newton, não podemos esquecer que as forças de ação e reação:
• Estão associadas a uma única interação, ou seja, correspondem às forças trocadas entre apenas dois corpos;
• Têm sempre a mesma natureza (ambas de contato ou ambas de campo), logo, possuem o mesmo nome (o nome da interação);

• Atuam sempre em corpos diferentes, logo, não se anulam.
A lei da ação e reação pode ser observada em varias situaçoes da vida cotidiana.
Exemplos:


Quando uma pessoa caminha sobre uma superfície, ela é direcionada para frente graças à força que ela aplicou sobre o chão.



Um foguete para entrar em órbita aplica uma constante ação de forças, sobre o ar atmosférico, e em reação à esta força o foguete é impulsionado para cima. Note que quando já em órbita o foguete só necessita de propulsão para alterar sua rota, pois como prevê a 1º Lei de Newton o corpo irá permanecer em movimento, para mudar sua rota no espaço o foguete aplica uma força para o lado oposto que necessita ir, e pela 3º Lei de Newton é direcionado para o outro lado.

Muitas outras situações do nosso dia-dia descrevem não só a terceira lei de Newton, mas como também as demais leis da física. Fica a critério do aluno observar fenômeno do nosso cotidiano e descreve as aplicações das leis de Newton.

Referencias:
SAMPAIO, Jose Luiz e CALÇADA, Caem Sergio. Física: ensino médio Atual. Volume único. São Paulo: editora Atual, 2003.
LUZ, Antonio Maximo Ribeiro da e ALVARES, Beatriz Alvarenga. Física: De olho no mundo do trabalho. Volume único. São Paulo: editora Scipione, 2003.

16 comentários:

  1. gostei muito!!!! me ajudou demais !!!valeu :)

    ResponderExcluir
  2. Gostei do blog é bem esclarecedor e direto , parabéns!!

    ResponderExcluir
  3. Gostei mto, me ajudou bastante á fzr meu trabalho.
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  4. ajudou mto msm! vlw sua explicação ficou maravilhosa! parabénss :D

    ResponderExcluir
  5. Me ajudou demais no trabalho,
    muito obrigado :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosteiii ajudou msmuh!

      Excluir
    2. Esse é o nosso objetivo: ajudar vcs.

      Excluir
  6. obrigada ajudou bastante na realização do meu trabalho

    ResponderExcluir
  7. ajudou bastante tirou todas as minhas duvidas

    ResponderExcluir
  8. gostei muito , mas eu queria um pouco mais resumido rs

    ResponderExcluir
  9. Muito obrigada! ajudou bastante no meu trabalho! Parabéns, você explica muito bem! adorei!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. valeu cabra bom esse site e rocheda demais gostei muito meu trabalho ficou rocheda !

    ResponderExcluir
  11. É muito bom! A explicação só que essa música atrapalha a concentração!Mais o conteúdo é excelente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Quanto a musica você pode clicar no pause para parar a musica se você quiser Kaliane.

      Excluir

DEIXE SUA OPINIÃO PARA QUE POSSAMOS MELHORAS AIN DA MAIS ESTE BLOG.

Livros Indicados Para Leitura:

  • Titulo: Os 10 mais belos Experimentos Cientificos. Autor: Robert P. Crease. Resumo: Em sua coluna na revista norte-americana 'Physics World', o filósofo e historiador da ciência Robert Crease fez uma votação entre seus leitores perguntando quais seriam os maiores experimentos do mundo. O resultado está nessa magnífica jornada, que percorre 2.500 anos de progresso na ciência, revelando os grandes experimentos que nos permitiram conhecer a realidade do nosso planeta. Ao longo do caminho vemos, entre outros, Eratóstenes, no século III a.C, medir pela primeira vez a circunferência da Terra. Encontramos Galileu Galilei calculando a velocidade de queda dos corpos. E conhecemos o pêndulo montado por Foucault, no século XIX.

Radio Diferencial.